Como iniciar 2020 sabendo evitar os gastos fantasmas

São muitas as promessas que fazemos no ano que se inicia, não é verdade? São projetos de melhorias pessoais como: emagrecer (finalmente), estudar mais, viajar, reformar a casa, resolver questões pessoais, economizar, dentre outras coisas. A questão da gestão financeira provavelmente vem depois da dieta. Mas vamos falar aqui sobre finanças, ok?

Alguns gastos do dia dia são tão automáticos que não conseguimos nem nos dar conta de que eles estão lá. É possível controlar os gastos que já temos noção deles e também é possível avaliar alguns outros para que a sua economia seja maior.

É importante ter noção das nossas contas diárias para que a economia de fato possa acontecer. Saber quais são esses custos é um bom primeiro passo.

gastos fantasmas
Fonte: imagem/internet

O hábito de anotar os nossos gastos nos ajuda a definir os pontos de melhoria. Contudo, só essa atitude não resolve o problema. O que devemos fazer em seguida é cortar todos os supérfluos da nossa lista de gastos e aproveitar os benefícios dessa economia.

Pronto para entender quais são os gastos fantasmas que atrapalham o seu orçamento e uma possível economia futura?

ANÚNCIO

Saiba mais sobre os tipos de gastos fantasmas que atrapalham as nossas finanças e que podemos cortar do nosso cotidiano para desfrutar de uma vida financeira mais saudável:

Gastos com beleza

Sabemos que é muito tentador frequentar aquele salão de beleza mais badalado, a fim e conquistar aquele visual de modelo do Instagram, certo? No entanto, duas boas saídas para esse impasse, são as seguintes: primeiramente busque uma opção de salão que seja um pouco mais barato.

Você não é obrigado a fazer um serviço com um profissional que não confie. Porém, é importante fazer uma pesquisa para resolver esse impasse da melhor maneira. 

Em segundo lugar, busque fazer alguns tratamentos em casa mesmo, com produtos caseiros. Existem diversas opções disponíveis na internet, por exemplo e que realmente funcionam. Aprenda também a fazer as unhas em casa e arrumar as sobrancelhas. Essas atitudes simples podem representar uma grande economia ao final do mês

Cuidado com o débito automático

O débito automático representa uma facilidade incrível no dia a dia das pessoas que não tem tempo de se dirigir a bancos para pagar boletos. Algumas empresas até oferecem descontos e ofertas especiais para os clientes que optam por esse tipo de pagamento. Contudo, é necessário ponderar um pouco a respeito dessa prática.

Imagine a seguinte situação hipotética: Você colocou a sua conta de celular no débito automático e costuma gastar o mesmo valor todo mês por aquele serviço. Imagine que a sua operadora começou a cobrar algumas taxas a mais por algum serviço que você não solicitou.

Daí você começa a pagar por aquilo sem saber, porque quando o pagamento é feito no débito automático, o dinheiro nem passa pela sua mão. 

Essa situação pode acontecer e você só irá se dar conta disso, quando tiver um “rombo” no seu orçamento. É preciso ponderar um pouco a respeito desse tipo de serviço.

Se o débito automático é algo muito importante para você e sua rotina, separamos aqui algumas dicas para que você possa ficar de olho nas suas finanças:

  1. Sempre cheque o seu extrato: a maioria dos bancos hoje em dia, oferecem aplicativos para que os clientes possam consultar seus débitos e saldos. Se você ainda não faz uso desse recurso saiba que ele pode ser uma boa pedida para o seu controle financeiro.
  2. Confira o valor e data das cobranças: saiba as datas de vencimentos das suas contas e verifique se os descontos estão sendo feitos na data correta.
  3. Informe-se sobre as taxas: se houver qualquer cobrança a mais do que aquilo que você está esperando, entre em contato imediatamente com a prestadora de serviços. 

Olhe as tarifas bancárias

Existem alguns bancos que prometem “cuidar do seu dinheiro” e no final, cobram tarifas extremamente abusivas. É importante ficar de olho, porque muitas dessas cobranças são feitas diretamente no seu saldo e você nem é consultado com antecedência. Infelizmente, muitos bancos e instituições financeiras têm essa prática.  

Uma boa alternativa para resolver esse impasse, é buscar os bancos digitais. A maioria deles não cobram taxas de adesão e nem praticam cobranças nas “entrelinhas” e você ainda tem acesso a diversos serviços exclusivos e vantagens. Vale a pena dar uma conferida nas opções.

Esteja atento aos pequenos gastos

A grande dica aqui é separar um valor para os pequenos gastos e quando esse valor acabar, não gaste mais. Pare com aquele pensamento: “é só R$5,00 reais esse valor não é nada”. No final do mês esses pequenos gastos fazem toda a diferença no seu orçamento final. 

ANÚNCIO