Vacina contra coronavírus humano mostra sinais promissores de resposta imune

Human Coronavirus Vaccine Trial Shows Signs Of Creating Immunity

A vacina ocasionou resposta imune

Um teste de vacina contra o coronavírus americano deu sinais promissores de que os pesquisadores estão à beira de encontrar uma defesa adequada contra a pandemia.

Embora o estudo da empresa de biotecnologia Moderna tenha sido pequeno (apenas oito pessoas foram incluídas no teste em humanos), os resultados deixaram os cientistas cautelosamente otimistas.

A empresa diz que a vacina foi considerada segura e também provocou o corpo humano a criar ‘anticorpos neutralizantes’, que imitavam os mesmos anticorpos produzidos por pessoas que foram infectadas com coronavírus e sobreviveram.

Esses anticorpos foram consistentes em todos os oito pacientes testados e mostraram diretamente que uma “resposta imune” foi gerada pela vacina. Também ajudou a impedir que o Covid-19 replicasse e prejudicasse o hospedeiro.

Credit: PA

O Dr. Tal Zaks, diretor médico da Moderna, disse à CNN: “São notícias absolutamente boas e que achamos que muitos aguardam há algum tempo.

ANÚNCIO

“Demonstramos que esses anticorpos, essa resposta imune, podem realmente bloquear o vírus. Acho que este é um primeiro passo muito importante em nossa jornada para ter uma vacina”.

A pesquisa foi realizada em parceria com os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA (NIH).

O especialista em vacinas do NIH, Dr. Paul Offit, que está ajudando a estabelecer uma estrutura para estudos de vacinas nos EUA, diz que é um primeiro passo brilhante para superar a pandemia.

“Isso mostra que não apenas o anticorpo se ligou ao vírus, mas também impediu que o vírus infectasse as células”, disse ele.

Credit: PA

O estudo ainda não foi publicado em revista médica

Os pesquisadores envolvidos diretamente admitem que, embora os resultados sejam muito empolgantes, não há informações suficientes para determinar se será a ferramenta vital para combater a pandemia. O estudo ainda não foi revisado ou publicado em uma revista médica.

A vacina agora passará para a Fase Dois, que envolverá um grupo de teste muito maior (até 600 pessoas).

Se for bem-sucedido, a Fase Três será concedida e a vacina poderá ser testada em milhares de pessoas.

Apesar de concluir com sucesso o primeiro obstáculo importante, não se espera que a Moderna seja capaz de divulgá-lo ao público até o início do próximo ano.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, Moderna, com sede em Cambridge, Massachusetts, é um dos oito desenvolvedores em todo o mundo fazendo testes clínicos em humanos com uma vacina.

Fonte: Lad Bible

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo.

ANÚNCIO