NASA descobriu que há mais água na Lua do que pensavam

ANÚNCIO

A NASA anunciou que encontrou evidências definitivas de água na lua, e que há uma série de ‘armadilhas de água’ que poderiam retê-la com estabilidade em quantidades maiores do que se pensava anteriormente.

Este é um grande avanço e abre o caminho para uma maior exploração do resto do sistema solar, bem como, obviamente, adicionar uma nova camada de significado para a lua.

ANÚNCIO

Os cientistas haviam pensado anteriormente que o lado iluminado da lua não seria capaz de reter água, mas parece que é falso, e há até mesmo um pouco de água em áreas expostas à luz solar.

Água servirá tanto para beber, quanto para combustível de foguete

Os pesquisadores teorizaram que o gelo pode existir em sombras permanentes menores e que pode haver mais dessas sombras do que sabíamos anteriormente.

Paul Hayne, professor assistente no laboratório de física atmosférica e espacial da University of Colorado Boulder, explicou: “Se você puder se imaginar na superfície da lua perto de um de seus pólos, verá sombras por todo o lugar.”

ANÚNCIO

“Muitas dessas sombras minúsculas podem estar cheias de gelo.”

O que tudo isso significa é que a água no maior satélite da Terra poderia ser mantida em cerca de 15.000 milhas quadradas de sombra em várias formas e tamanhos.

Crédito: PA
Foto: (reprodução/internet)

Isso pode significar que existem reservatórios, o que é estimulante por vários motivos.

O professor Hayne acrescentou: “Se estivermos certos, a água será mais acessível para beber, para combustível de foguete, tudo para o qual a Nasa precisa.”

Embora seja uma grande pesquisa e um anúncio muito interessante, e pesquisas futuras possam revelar ainda mais, não há garantia de que haja gelo nessas sombras, na verdade.

Veja também: NASA fará anúncio empolgante sobre a lua

No entanto, se eles enviarem alguns rovers lá para fazer uma escavação, eles poderão descobrir muito mais sobre tudo isso.

Hayne disse: “Os astronautas podem não precisar entrar nessas sombras profundas e escuras.”

“Eles podem andar por aí e encontrar um com um metro de largura e que tenha a mesma probabilidade de abrigar gelo.”

Nasa fez suspense sobre descoberta

A NASA tem mantido todos no mundo – ou pelo menos aqueles que estão interessados ​​neste tipo de coisa – em alerta desde a confirmação de que faria o misterioso anúncio na quinta-feira passada.

A agência espacial dos EUA compartilhou um tweet no final da semana passada em que anunciava que faria um anúncio – nada como um pouco de drama, hein? – e que tinha algo a ver com seu Observatório Estratosférico para Astronomia Infravermelha, ou SOFIA.

No site da NASA, a equipe também escreveu: “Esta nova descoberta contribui para os esforços da NASA para aprender sobre a Lua em apoio à exploração do espaço profundo.”

Primeira mulher será enviada à Lua em 2024

Sob o programa Artemis da NASA, a agência enviará a primeira mulher e o próximo homem à superfície lunar em 2024 para se preparar para o nosso próximo salto gigante – a exploração humana de Marte já na década de 2030. Compreender a ciência da Lua também ajuda a juntar as peças a história mais ampla do sistema solar interno. ”

O referido equipamento SOFIA é um Boeing 747 modificado que é capaz de voar muito mais longe da atmosfera e ultrapassar cerca de 99% de seu vapor d’água, o que significa que seu enorme telescópio de 9 pés é capaz de obter uma visão melhor de nosso sistema solar.

O fato de ser móvel também significa que pode ser levado para qualquer parte do mundo, permitindo que a agência espacial estude áreas muito acima dos oceanos, onde não há telescópios.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte:Lad Bible 

ANÚNCIO