Novas espécies de “tubarões ambulantes” foram descobertas na Austrália

ANÚNCIO

New Species Of 'Walking Sharks' Discovered In Australia

Se você leu essa manchete e começou a imaginar um grande tubarão branco em pé ou marchando pela rua, provavelmente é melhor não deixar sua imaginação correr solta. No entanto, uma nova espécie de tubarão ‘ambulante’ é realmente um achado.

ANÚNCIO

Este tipo de tubarão é a espécie de tubarão evoluída mais recentemente na Terra, de acordo com um artigo das forças conjuntas da organização ambiental Conservation International, Universidade de Queensland, Instituto Indonésio de Ciências, CSIRO australiano e Universidade da Flórida.

As descobertas contradizem as antigas percepções de que os tubarões, que estão entre os animais mais antigos do mundo, demoram a evoluir.

O Dr. Mark Erdmann, vice-presidente da Conservação Internacional dos programas de fuzileiros navais da Ásia-Pacífico e co-autor do artigo, disse: “Encontramos os tubarões, que usam suas barbatanas para ‘passear’ em recifes rasos, se separando evolutivamente do ancestral comum mais próximo há cerca de nove milhões de anos e, desde então, irradiaram ativamente um complexo de pelo menos nove tubarões ambulantes “.

ANÚNCIO

Credit: Conservation International

Os tubarões podem se adaptar às mudanças ambientais

Ele continuou: “Isso pode parecer há muito tempo, mas os tubarões governam os oceanos há mais de 400 milhões de anos. Essa descoberta prova que os tubarões modernos têm notável poder de permanência evolutivo e capacidade de se adaptar às mudanças ambientais.

“Um reconhecimento global da necessidade de proteger os tubarões ambulantes ajudará a garantir que eles prosperem, proporcionando benefícios aos ecossistemas marinhos e às comunidades locais através do valor dos tubarões como ativos turísticos.

“É essencial que as comunidades locais, governos e o público internacional continuem trabalhando para estabelecer áreas marinhas protegidas, para ajudar a garantir que a biodiversidade do oceano continue a florescer”.

Plodding along like you do... Credit: Conservation International

Uso do DNA para investigação da evolução desses tubarões

A Dra. Christine Dudgeon, pesquisadora da Faculdade de Ciências Biomédicas da Universidade de Queensland e principal autora do artigo, acrescentou: “Usando o DNA desses tubarões, conseguimos estimar quando os tubarões evoluíram e investigar os processos que conduzem à especiação.

“Descobrimos que mudanças no nível do mar, novas formações de recifes e terras e movimentos dos tubarões desempenharam um papel importante.”
“Esta informação é importante não apenas para os tubarões ambulantes, mas para entender como as espécies evoluíram nessa região de maior biodiversidade marinha tropical do mundo”.

As novas descobertas renovam a esperança de que outras espécies de tubarões ambulantes, também chamadas de tubarões de bambu, sejam adicionadas à Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza. Até o momento, apenas três das nove espécies conhecidas são incluídas devido a dados anteriormente indisponíveis.

Fonte: Lad Bible

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

ANÚNCIO