BodyCompass monitora suas posturas de sono sem usar câmeras – útil para quem sofre de epilepsia

ANÚNCIO

Os pesquisadores do MIT desenvolveram um novo dispositivo que pode rastrear seu padrão de sono e fornecer as melhores posições. Ele pode fazer isso sem a ajuda de nenhuma câmera ou sensores de movimento.

BodyCompass Will Tell You the Best Sleeping Positions; It Can Help With Epilepsy and Parkinson's Disease
Foto: reprodução/internet

De acordo com o último relatório da Technology Networks, o BodyCompass, um monitor montado na parede, é o primeiro sistema baseado em radiofrequência pronto para uso doméstico a fornecer dados precisos do sono. Ph.D Shichao Yue, o aluno que apresentará o sistema em um evento na conferência UbiComp 2020 em 15 de setembro, usou sensores sem fio para observar os estágios do sono e a insônia nos últimos anos.

ANÚNCIO

“Achamos que a postura do sono poderia ser outra aplicação impactante do nosso sistema” para monitoramento médico “, disse Yue.

Menor risco de morte súbita durante o sono

O dispositivo pode monitorar a progressão da doença de Parkinson, pois as pessoas com esse distúrbio não conseguem dormir facilmente. Também diminui o risco de morte súbita em pessoas com epilepsia.

Pessoas com epilepsia tendem a dormir de bruços, o que pode levar à morte súbita. Assim que essa nova tecnologia for disponibilizada ao público, ela poderá ajudar as pessoas a registrar seus hábitos de sono ou monitorar seus bebês.

ANÚNCIO

“Pode ser um dispositivo médico ou um produto de consumo, dependendo das necessidades”, explicou Yue.

Como funciona o BodyCompass

O BodyCompass analisa os sinais de rádio conforme eles refletem em objetos em uma sala, incluindo o corpo humano. Ele funciona exatamente como o seu roteador Wi-Fi, enviando e coletando sinais de rádio para retornar por vários caminhos.

Fique por dentro: Aplicativos para monitorar o sono: conheça e durma melhor

BodyCompass Will Tell You the Best Sleeping Positions; It Can Help With Epilepsy and Parkinson's Disease
Foto: reprodução/internet

Usando o dispositivo, os pesquisadores puderam identificar a postura do corpo mapeando os caminhos dos sinais, que funcionam ao contrário dos reflexos. No entanto, os cientistas ainda precisam identificar quais sinais foram refletidos no corpo humano.

Os desenvolvedores do dispositivo descobriram que os sinais que refletem na barriga ou no peito de uma pessoa são modulados exclusivamente pela respiração. Uma vez que os pesquisadores identifiquem esses sinais, eles podem começar a analisar as posições de dormir da pessoa.

Por exemplo, se um indivíduo estiver deitado de bruços, os sinais serão fracos. Mas, se a pessoa adormecida estiver deitada de costas, o dispositivo receberá fortes ondas de rádio.

Yue explicou que a respiração do indivíduo serve como seu código para determinar os sinais do corpo e outros objetos. Depois que os sinais corretos forem recebidos, uma rede neural personalizada identificará o ângulo do corpo durante o sono.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte: Tech Times

ANÚNCIO