O retorno potencial do príncipe Andrew à vida pública levanta questionamentos

ANÚNCIO
Prince Andrew Newsnight
Foto: reprodução/internet

As chances de o príncipe Andrew, o duque de York, retornar à vida pública após um hiato de um ano estão em questão, já que o rei se encontra envolvido em uma nova controvérsia em torno do depoimento de Ghislaine Maxwell.

O Sunday Times do Reino Unido relatou que o príncipe está tramando uma forma de retornar às funções mais ativas no futuro. “O duque está gastando tempo pensando em como ele pode servir seu país e apoiar a monarquia no futuro, e o que mais ele pode querer fazer com sua vida”, disse o veículo, citando uma fonte que disse que o rei sente que tem o apoio de sua família.

ANÚNCIO

No entanto, o relatório também cita um assessor real dizendo: “Embora os obstáculos em torno do caso Epstein ainda estejam pairando sobre ele, será difícil para ele representar a família em qualquer capacidade, pois sua presença ofuscaria o trabalho da monarquia. ”

Em outro lugar, o jornal britânico The Telegraph noticiou na segunda-feira que fontes do Palácio de Buckingham insistem que o príncipe Andrew não pode retornar às funções públicas até que tenha seu nome limpo.

Príncipe Andrew se diz perplexo diante dos apelos para cooperar no caso Jeffrey Epstein | Mundo | G1
Foto: reprodução/internet

Príncipe Andrew e sua relação com o criminoso Epstein

Em novembro de 2019, a entrevista do Príncipe Andrew em uma edição especial do programa “Newsnight” da BBC viu o segundo filho mais novo da Rainha Elizabeth II questionado longamente sobre sua amizade com o criminoso sexual condenado Jeffrey Epstein e sobre as alegações de que ele próprio dormiu com Virginia Giuffre, que era uma adolescente na época. Andrew retirou-se da vida pública pouco depois.

ANÚNCIO

Leia também: Kate Middleton e o Príncipe George ‘convenceram’ Cressida Bonas a romper com o Príncipe Harry

O possível retorno do Príncipe Andrew à vida pública também pode depender de novas revelações que podem surgir se o texto completo de um segundo depoimento feito pela confidente de longa data e ex-namorada de Epstein, Ghislaine Maxwell, em 2016 vier à luz. Maxwell está atualmente na prisão por acusações de tráfico de menores, incluindo Giuffre. Seu depoimento, que foi aberto na semana passada, teria mencionado o príncipe Andrew.

Epstein morreu em agosto depois de se enforcar em sua cela no Metropolitan Correctional Center em Manhattan enquanto esperava para ser julgado por acusações de tráfico sexual.

O escândalo em torno de Epstein resultou em uma série de documentários detalhando o caso e apresentando testemunhos de sobreviventes. Eles incluem a série de quatro partes da Netflix “Jeffrey Epstein: Filthy Rich” e a série de quatro partes da Lifetime “Sobrevivendo a Jeffrey Epstein”.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte: Variety

ANÚNCIO