Gato de estimação é o primeiro animal infectado com coronavírus no Reino Unido

ANÚNCIO

O Chief Veterinary Officer do Reino Unido confirmou que o vírus responsável pelo Covid-19 foi detectado em um gato de estimação no Reino Unido .

A infecção foi confirmada após testes no laboratório da Agência de Sanidade Animal e Vegetal (APHA) em Weybridge, Surrey, na quarta-feira, 22 de Julho.

ANÚNCIO

Embora este seja o primeiro caso confirmado de uma infecção animal causado pelo coronavírus no Reino Unido, não há evidências que sugiram que o animal esteja envolvido na transmissão da doença a seus proprietários ou que animais de estimação ou outros animais domésticos possam transmitir o vírus para as pessoas.

Gato contraiu vírus dos donos

O conselho da Public Health England é que as pessoas lavem as mãos regularmente, inclusive antes e depois do contato com os animais.

Todas as evidências disponíveis sugerem que o gato contraiu o coronavírus de seus donos que haviam testado positivo anteriormente.

ANÚNCIO

Imagem conservada em estoque.  Crédito: PA

Desde então, o gato e seus donos se recuperaram totalmente e não houve transmissão para outros animais ou pessoas na casa.

A diretora veterinária Christine Middlemiss disse: “Testes realizados pela Agência de Sanidade Animal e Vegetal confirmaram que o vírus responsável pelo COVID-19 foi detectado em um gato de estimação na Inglaterra.”

“Este é um evento muito raro, com animais infectados detectados até o momento, mostrando apenas sinais clínicos leves e se recuperando dentro de alguns dias.

“Não há evidências que sugiram que os animais transmitam diretamente o vírus aos seres humanos. Continuaremos a monitorar essa situação de perto e atualizaremos nossas orientações aos donos de animais, caso a situação mude”.

Yvonne Doyle, diretora médica da Public Health England, acrescentou: “Este é o primeiro caso de um gato doméstico com teste positivo para COVID-19 no Reino Unido, mas não deve ser motivo de alarme.

“A investigação sobre este caso sugere que a infecção foi transmitida de humanos para animais, e não o contrário. No momento, não há evidências de que animais de estimação possam transmitir a doença aos seres humanos”.

“De acordo com o conselho geral sobre o combate ao coronavírus, você deve lavar as mãos regularmente, inclusive antes e depois do contato com os animais”.

Primeiro diagnóstico foi equivocado

O gato de estimação foi diagnosticado inicialmente por um veterinário particular com o vírus do herpes felino, uma infecção respiratória comum do gato, mas a amostra também foi testada para SARS-CoV-2 como parte de um programa de pesquisa.

As amostras de acompanhamento testadas no laboratório da APHA em Weybridge confirmaram que o gato também estava co-infectado com SARS-CoV2, que é o vírus conhecido por causar COVID-19 em humanos.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) também produziu uma ficha informativa descrevendo a ciência mais recente sobre infecção em animais, que pode ser acessada aqui.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte: Lad Bible

 

ANÚNCIO