Cientistas descobrem novas colônias de pinguins-imperador na Antártica através de imagens de satélite

ANÚNCIO

Imagens de satélite revelaram que há quase 20% mais colônias de pinguins- imperador na Antártida do que se pensava anteriormente, levando a população geral do continente a mais de meio milhão.

Cientistas do British Antartic Survey (BAS) utilizando mapeamento por satélite como tecnologia para explorar pinguins na área, por sua vez, descobriram 11 novas colônias – três dos quais tinham sido previamente identificados mas nunca confirmados.

ANÚNCIO

As descobertas do estudo levam o censo global de pinguins-imperador a 61 colônias ao redor da Antártica, que agora é considerado o lar de 265.500 a 278.500 pares de reprodutores.

Crédito: SWNS

Pinguins monitorados por imagem de satélite

Pesquisadores, que usaram imagens da missão satélite Copernicus Sentinel-2 da Comissão Européia para localizar os pinguins, disseram que a descoberta extraordinária ajudará a monitorar o impacto das mudanças ambientais na população de aves.

ANÚNCIO

O principal autor do estudo, Dr. Peter Fretwell, geógrafo da BAS, disse: “Esta é uma descoberta emocionante.”

Crédito: SWNS

“As novas imagens de satélite da costa da Antártica nos permitiram encontrar essas novas colônias.”

“E embora seja uma boa notícia, as colônias são pequenas e, portanto, apenas levam a população em geral de 5 a 10% a pouco mais de meio milhão de pinguins, ou cerca de 265.500 a 278.500 pares reprodutores.”

Os pinguins-imperador são vulneráveis à perda de gelo marinho, que é conhecido por ser o seu habitat preferido para reprodução.

Habitat ameaçado

E com as preocupantes projeções atuais das mudanças climáticas, os cientistas temem que seu habitat provavelmente decline. A maioria das colônias recém-encontradas está situada nas margens do leito de reprodução dos pinguins; locais que provavelmente serão perdidos à medida que o clima continua a esquentar devido ao aquecimento global.

O Dr. Phil Trathan, chefe de biologia da conservação da BAS – que estuda pinguins nas últimas três décadas – disse: “Embora seja uma boa notícia que encontramos essas novas colônias, os criadouros estão todos em locais onde projeções recentes de modelos sugerem imperadores irão declinar.”

Crédito: SWNS

“As aves nesses locais são, portanto, provavelmente os ‘canários da mina de carvão’. Precisamos observar esses locais com cuidado, pois as mudanças climáticas afetarão esta região“.

Várias colônias foram encontradas longe do mar – na verdade, a até 180 km de distância – localizadas no gelo marinho que se formou em torno de icebergs que haviam caído em águas rasas.

Essas novas colônias são uma descoberta surpreendente no comportamento das espécies, disseram os cientistas.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte: Lad Bible

 

ANÚNCIO