O assassino do Golden State foi condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional

ANÚNCIO

Quase meio século depois de cometer seus crimes, o Golden State Killer foi condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional.

A condenação do ex-policial californiano Joseph James DeAngelo, de 74 anos, ocorreu hoje (21 de Agosto) no condado de Sacramento, após três dias de audiências emocionantes no tribunal.

ANÚNCIO

O juiz Michael Bowman leu todas as 26 acusações contra DeAngelo, antes de impor a sentença máxima permitida por lei.

Dezenas de crimes

Antes de ser sentenciado, DeAngelo se levantou e se dirigiu ao tribunal.

Ele disse: “Ouvi todas as suas declarações, cada uma delas.”

ANÚNCIO

“E eu realmente sinto muito por todos que magoei.”

O juiz Bowman também acrescentou um comentário antes da sentença, algo que ele disse que normalmente não faz.

Ele disse que ouviu os sobreviventes e observou DeAngelo, ele queria saber: “Você é capaz de compreender a dor e a angústia que causou?”

Em Junho, o assassino em série se declarou culpado de 13 acusações de assassinato e 13 acusações de sequestro cometidas entre 1975 e 1986 como parte de um acordo para poupá-lo de uma potencial sentença de morte, relata a Reuters.

Crédito: PA

Um dos assassinos mais procurados da história

DeAngelo também admitiu muitos delitos não acusados, incluindo dezenas de estupros pelos quais ele não pôde ser processado devido ao prazo de prescrição ter expirado.

DeAngelo foi rotulado de ‘monstro doente’, ‘subumano’ e ‘a encarnação do diabo’ por seus crimes, que normalmente o viam invadindo as casas de suas vítimas, amarrando-as, estuprando-as e roubando objetos de valor.

Ele executou uma série de assassinatos que geraram uma enorme caça ao homem na época, mas apesar das autoridades receberem milhares de dicas, os detetives não conseguiram desvendar o caso e o Golden State Killer se tornou um dos mais infames casos de assassinos em série não resolvidos dos Estados Unidos.

Tudo isso mudou em 2018, quando as autoridades identificaram DeAngelo usando testes de DNA e prenderam o homem de 72 anos.

Durante as últimas audiências judiciais, as vítimas e suas famílias compareceram ao Tribunal Superior do Condado de Sacramento para ler declarações impactantes.

O juiz Michael Bowman pediu aos palestrantes que demorassem, declarando: “Lembre-se, você esperou muito tempo por isso. Não há necessidade de pressa.”

Vítimas puderam expor sua indignação

Uma das leitoras foi Patti Cosper, que fez uma declaração em nome de sua mãe, Patricia Murphy, sobrevivente de um estupro brutal nas mãos de DeAngleo em 1976.

Ela apontou o dedo médio para o serial killer – também conhecido como ‘Estuprador da Área Leste’ e ‘Perseguidor Noturno Original’ – antes de dizer: “Ele e sua faca tiveram controle total sobre mim pelas próximas duas horas.”

Em sua própria declaração, Cosper disse que DeAngleo poderia ‘ir direto para o inferno’, acrescentando: “Eu não fui capaz de perdoar. Acho que talvez depois de sexta-feira, eu irei.”

Kris Pedretti, que tinha apenas 15 anos quando foi estuprada pelo culpado, disse: “Ele me atormentou. E ele me disse repetidas vezes que me mataria, e eu acreditei nele.

Kris Pedretti lendo sua declaração de impacto no tribunal.  Crédito: PA
Uma das vítimas: Kris Pedretti

“Eu perguntava a ele: ‘Você sente algum remorso pelo que fez comigo? Pelas pessoas cujas vidas você sadicamente encurtou, ou pelos anos de dor por suas vítimas e suas famílias? Você finalmente se sente humilhado?'”

Mais tarde, ela disse a DeAngleo: “O diabo pode lhe fazer companhia em sua cela de prisão enquanto ele devora qualquer alma que você tenha, qualquer vida que você tenha deixado.”

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte:Lad Bible

 

ANÚNCIO