Amber Heard afirma que Johnny Depp jogou garrafas nela como ‘granadas’

ANÚNCIO

Amber Heard alegou em um tribunal britânico nesta quarta-feira que seu ex-marido Johnny Depp jogou “mais ou menos 30 garrafas” para ela como se fossem “granadas ou bombas” durante um ataque  de bebida do ator em Março de 2015.

Levando ao tribunal de testemunhas pelo terceiro dia na Suprema Corte de Londres, durante o processo de difamação de Depp contra um tablóide britânico, a atriz refutou sua alegação de que foi ela quem perdeu a paciência e que o machucou.

ANÚNCIO

Heard descreveu sua permanência na Austrália com Depp como uma “situação de refém de três dias”, durante a qual Depp estava “completamente fora de si e fora de controle” após uma farra de álcool e drogas.

Heard disse que temia por sua vida enquanto estava no imóvel alugado em Golden Beach durante uma visita enquanto Depp estava filmando o último filme dos Piratas do Caribe .

Processo contra o The Sun

Segundo o The Sun, em um artigo de Abril de 2018,  Depp seria um “espancador de mulheres”. A defesa do Sun baseia-se em 14 alegações feitas por Heard sobre violência por Depp entre 2013 e 2016, em ambientes tão variados quanto a casa alugada na Austrália, sua ilha particular nas Bahamas e um jato particular.

ANÚNCIO

Depp, nega as acusações e afirma que Heard foi a agressora durante seu relacionamento tempestuoso. Ele estava presente mais uma vez para ouvir o testemunho de Heard. Ele está processando o editor do The Sun, News Group Newspapers, e seu editor executivo, Dan Wootton, por causa do artigo.

Johnny Depp

A advogada de Depp, Eleanor Laws, disse que Heard se “enfureceu” durante sua estadia na Austrália e que ela tinha o hábito de apenas “perder a cabeça”.

Heard, 34, disse que ficava “brava às vezes, mas não com raiva que me faria jogar qualquer coisa nele”.

Ela admitiu que quebrou uma garrafa durante a segunda noite juntos na Austrália, enquanto discutiam sobre a escala de sua bebida.

“Lamento ter feito isso”, disse Heard, que também afirmou que Depp costumava creditá-la por salvá-lo, tentando deixá-lo limpo e sóbrio.

Guerra de garrafas

Depois que ela quebrou a garrafa, Heard alega que Depp, abastecido com álcool e drogas, começou a atirar garrafas, cheias o suficiente para abrir uma janela atrás dela.

“Ele começou a pegá-las uma a uma e jogá-las como granadas ou bombas”, disse ela. “Uma após o outra na minha direção, e senti vidro quebrando atrás de mim.”

Ela disse que ele jogou todas as garrafas que estavam ao seu alcance, com exceção de uma “garrafa comemorativa do tamanho de uma garrafa de vinho”.

“Eu ficaria chocado se Johnny se lembrasse de algo disso, mas eu estava lá”, disse Heard.

Heard também negou ter cortado a ponta do dedo de Depp durante o incidente. Ela disse que era algo que Depp costumava fazer consigo mesmo.

“Johnny fez isso bem na minha frente. Ele costumava fazer coisas assim”, disse ela.

Agressão física

Em seu testemunho , Heard alegou que Depp lhe deu um tapa e arrancou cachos de cabelos quando a arrastou pelo apartamento, antes de socá-la repetidamente na cabeça.

“Eu tinha dois olhos negros, um nariz quebrado, uma costela quebrada”, disse Heard. “Eu tinha hematomas por todo o meu corpo.”

Amber Heard

Nos primeiros nove dias de depoimento no Tribunal Superior, o juiz Andrew Nicol ouviu Depp e vários funcionários atuais ou antigos que apoiaram sua versão dos eventos. Em seu depoimento, Depp disse que ele foi abusado por Heard e que ela tinha um histórico de violência contra ele.

Em testemunho por escrito divulgado ao tribunal, Heard disse que em vários momentos do relacionamento ela sofreu “socos, tapa, chutes, cabeçada e asfixia”. Ela disse que alguns incidentes foram “tão graves” que ela tinha “medo de que ele fosse me matar, intencionalmente ou apenas perdendo o controle e indo longe demais”.

Espera-se que quinta-feira seja o último dia do testemunho de Heard.

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte: Celebrity Nine

ANÚNCIO