Adele é acusada de apropriação cultural ao usar penteado africano

ANÚNCIO
Adele Grammys George Michael tribute
Foto: reprodução/internet

A cantora Adele foi acusada de apropriação cultural ao compartilhar uma foto sua no Instagram com o cabelo em nós Bantu – tradicional penteado africano.

Críticas à Adele

A foto, na qual ela é vista usando um top de biquíni jamaicano, foi postada como uma homenagem ao Carnaval de Notting Hill em Londres, que normalmente ocorre neste fim de semana, mas foi transferida para a Internet por causa da pandemia COVID-19.

ANÚNCIO

Um comentário na postagem de Adele no Instagram dizia: “Nós Bantu NÃO devem ser usados ​​por pessoas brancas em qualquer contexto, ponto final.”

Um usuário do Twitter escreveu: “Se 2020 não poderia ficar mais bizarro, Adele está usando nós Bantu e apropriação cultural que ninguém pediu. Isso marca oficialmente todas as principais mulheres brancas do pop como problemáticas. Odeio ver isso. ”

ANÚNCIO

Leia também: O último tweet de Chadwick Boseman é a postagem mais curtida de todos os tempos do Twitter

Apropriação ou apreciação da cultura

No entanto, a cantora também recebeu muitas mensagens de apoio.

Um escreveu: “Dê um tempo para a garota. É a segunda-feira do feriado do Carnival Bank de Notting Hill e ela está ótima! ”

Outros afirmaram que ela não estava “se apropriando” da cultura negra, mas sim “apreciando”.

O político londrino David Lammy, observando que Adele é de Tottenham, norte de Londres, ela mesma escreveu no Twitter: “Essa farsa perde totalmente o espírito do carnaval de Notting Hill e a tradição de ‘vestir-se’ ou ‘mascarar’. Adele nasceu e foi criada. em Tottenham. Ela entende mais do que a maioria. Obrigada Adele. Esqueça os odiadores.”

Traduzido e adaptado por equipe Ktudo

Fonte:  Variety

ANÚNCIO